quarta-feira, 25 de agosto de 2010

ENTRE O VENTO E AS ROSAS

Quando penso nela imagino o vento, passando movendo cabelos arrastando emoções levando lembranças boas ou más num sei, quem vai saber? Penso também em rosas brancas belas e sensíveis, e porque não juntar as duas o vento com toda sua imponência levando tudo, forte e a flor branca delicada e bonita, menina de sorriso espontâneo,pequena em estatura e grande nos sonhos tão bonitos que chegam a convidar as pessoas ao seu redor a sonhar com ela,gostaria realmente de saber o que se passa na cabeça dessa bela flor que me faz lembrar coisas tão bonitas, se um dia realmente quiser me mostrar estarei aqui esperando, só num passe como um vento forte e leve todas lembranças que um dia poderão se tornar verdadeiras.
Léo nascimento

Um comentário:

  1. posta aquele poema que tu me mostrou naquele dia. *-*
    beeijos.

    ResponderExcluir